26 de outubro de 2009

En tus brazos

--

Sempre disse que o amor e o tango são um mesmo. Para quem o dança ou dançou, entenderá o que quero dizer. O tango é um misto de sentimentos de raiva e paixão, é uma energia contida à solta, é uma luta permanente contra o outro, com o outro... O amor não será muito diferente. Esta curta, deliciosa, fez-me lembrar isto, que já tantas vezes tinha pensado. E, encontrando o amor, será a vida um tango? Uma bofetada cheia de paixão, uma luta de um e dois lados à vez? Será a vida depender dos braços um do outro para sempre?

24 de outubro de 2009

22 de outubro de 2009

Deus é má pessoa!

--



Eu não consigo resistir!

Vi a conferência de imprensa do sr Saramago e achei simplesmente genial! Nunca gostei muito nem do sr Saramago nem do que ele escreve, não lhe negando, no entanto, o reconhecido valor para o mundo das letras. Mas desta o sr Saramago acertou no cravo! Para qualquer não crente, a biblia não passará de uma simples obra literária, com o valor que tem, principalmente na influência da cultura ocidental. E para mim é isso mesmo, um conjunto de livros que influenciaram demais as correntes de pensamento europeias e que até nos atrasou a todos um bocadito. Como tal, todas as personagens de que la se falam são fictícias. Uma vez mais, este é o ponto de vista de um agnóstico que por acaso até leu a bíblia!

E porque é que eu achei o sr Saramago genial? bom, porque me safou do pecado maior que devo ter cometido até hoje!

Há uns anos, quando eu achava que ia ser escritor, resolvi agarrar em algumas das personagens mais famosas da história da literatura, alguns dos episódios por elas vividos e dar a volta à coisa... o que é que me saiu? Bom, saiu-me um conto com o título Cristo, uma história de amor. Ora, estará tudo a pesar “nada de novo, Jesus e Maria Madalena e tal e coiso”… nada disso, a coisa era muito mais divertida…

Jesus era, naturalmente, gay e claro, tinha uma relação com Pedro. Ora, Judas que andava a tentar molhar a sopa há uma quantidade de tempo, que andava fartinho de andar em caravanas de evangelização, deu um apertão a Jesus e disse-lhe, ou me deixas molhar a sopa, ou arranjo maneira de te trilhar. Ora, Jesus, que não estava numa de sair mal na foto, andou ali um tempo a fazer jogo duplo, ora Pedro ora Judas, ora Judas ora Pedro. Claro que o homem fazia milagres, mas isto cansa e era aqui que entrava Maria Madalena, a típica amiga da bicha, que conhece os planos todos e que dá uma ajudinha sempre que é preciso.

Bom, o conto andava à volta disto, o desfecho foi na última ceia – típica festa de amigas, do género we are famaly, I got all my sisters with me, quando Judas captou o esquema e resolveu acusar Jesus de sodomia e entrega-lo com um beijo. O resto do drama não varia muito do que já se contava antes.

E agora voltando ao Sr. Saramago, porque é que ele me livrou do grande pecado da heresia? Ora, dizer que deus é má pessoa, é uma cena que ofende o sr deus, agora dizer que alguém é gay parece-me que não é ofensa de relevo!

15 de outubro de 2009

Próximas viagens

--

Madrid, fim de semana, daqui a uns dias, só porque sim!


FINALMENTE ITÁLIA
Veneza, na Páscoa.

Roma, na Páscoa


Barcelona... talvez com os meus miúdos, no fim do ano!

Claro que se quiserem convidar-me para mais alguma, ou fazer alguma
sugestão, estão à vontadinha!!!

7 de outubro de 2009

6 de outubro de 2009

Só mais uma

10 Anos

Faz hoje dez anos fui praxado pela primeira vez, e até ganhei alcunha logo no primeiro dia de praxe - o judas! Para comemorar fica por aqui a "Madalena" pela Tuna da Universidade do Porto, a minha Academia.


1 de outubro de 2009

Sem tempo


Quer dizer, não é bem sem tempo, é mais bem, sem disponibilidade mental, tenho lido os posts nos blogs que sigo, sempre com vontade de dizer alguma coisa, mas depois falha-me a coragem. A primeira semana tem sido terrível, ainda não me habituei a acordar cedo, ando sempre cheio de sono e isto de começar o ano lectivo com atraso exige um ritmo e uma disponibilidade intelectual que de repente não tenho conseguido gerir. Bom, tudo isto para dizer que continuo por aqui, respondo todos os dias aos mails, leio o que se escreve por aí, comovo-me e irrito-me convosco, mas sempre daqui no meu canto e sempre numa postura quase sub-reptícia! São coisas, mas é só me habituar a este horário terrível e a seis turmas que valem por 18!
Acho que vou fazer como o Garfield e atar uma almofada na cabeça para aproveitar os furos do horário e as viagens nos transportes!
Até já!